domingo, 9 de agosto de 2009

TEXTO PUBLICITÁRIO: sem regras!

Essa semana recebi alguns elogios sobre o radar e fico muito feliz todas as vezes que recebo sugestões, criticas e elogios, pois embora seja um blog, aqui é o espaço que coloco pensamentos e discuto temas que com certeza estimulam estudantes, profissionais e pessoas que gostam do tema.

Mas hoje não vou falar sobre propagandas ou ações digitais porque diante de algumas sugestões que recebi por e-mail essa semana uma me chamou atenção. O TEXTO PUBLICITÁRIO.

Um estudante de comunicação do curso de publicidade me disse que até o momento em sua faculdade ele não entendeu na criação o que mais tem peso: O texto ou o design. Pensando que muitas pessoas só entendem isso quando vão para o mercado. Vamos lá:

O texto publicitário precisa andar junto com o design porque no meio da criação um complementa o outro, mas em particular eu digo que o texto bem feito é quem dá toda a estrutura da peça, muitas vezes ele é quem traduz toda a Ideia da campanha e faz a memorização, o público muitas vezes lembra da campanha pelas palavras ouvidas ou o que foi lido. Isso mesmo! O texto de uma campanha não é só o que você lê, mas o que você ouve no jingle e no VT.

Como já ouvimos muitas vezes o texto tem que ser preciso, com limitações para que não fiquem extensos e cansativos porque o nosso consumidor não tem muita paciência para ler, mas como em alguns pontos eu discordo disso, acho que texto precisa ser leve, para que o leitor se identifique desde o primeiro parágrafo e envolva-se.

Texto assim como esse, que você consegue chegar até o final para saber exatamente do que estou falando. Agora, já pensou se isso aqui fosse um texto publicitário? Com certeza, eu já teria atraído sua atenção ao meu anúncio e você chegando até aqui o eu teria quase que 98% de chances de te convencer a comprar a minha ideia.

Então quando você for pensar em um texto publicitário, lembre-se: Nada melhor que conversar com seu público, eles adoram viajar em um bom texto e assim como você chegam no final por mais comprido que ele seja. Então não importa o tamanho, mas em que peça e que estratégia você quer adotar nele.

Eu por exemplo quis fazer você chegar até o fim desse post longo e com certeza se tivesse mais alguns parágrafos você continuaria lendo. Porque esse é o papel do texto publicitário fazer você chegar até o fim!

O bom texto publicitário une razão, sensibilidade e bom senso.

Publicidade não tem regra tudo pode dar certo se for em momento oportuno!

7 comentários:

Daniel disse...

Ótimo texto! Me convenceu, parabéns!

Rafael Malhado disse...

Concordo com o Daniel! Aliás, todo o post resume-se a penúltima frase, sobre a razão, sensibilidade e bom senso que une o bom texto publicitário! Foi exatamente o que aconteceu com o seu. Parabéns!

Rômulo Lebre disse...

Pô Lari,

Legal o post!

Me lembrou o livro Redação Publicitária - A prática na prática de Zeca Martins.

Bjs,

Para Inglês Ler disse...

Gostaria de acrecentar que um bom texto publicitário disperta a curiosidade, a alegria, a ternura, a cobiça, a inveja ou qualquer outra emoção que não seja o tédio.

Uma pergunta: ofereço textos publicitários em inglês, vcs conhecem alguma agência no Brasil que trabalha com esse serviço?

Anônimo disse...

bom vocês poderiam me dar um exemplo de texto publicitario de propaganda?

Larissa Barreto disse...

Caro Anônimo,

Não entendi a sua pergunta, caso precise de alguma informação mais precisa envie um e-mail para larissa.publicitaria@yahoo.com.br terei o maior preazer em responder!

MARCOS SILVA disse...

MARCOS SILVA( RADIALISTA)

Realmente faz todo sentido.Acredito que comunicação não é o que se diz mas o que o público entende.
Como faço para conquistar patrocinadores para um programa de rádio noturno.Qual tipo de estabelecimento combina com um programa do tipo as melhos res musicas do momento e de todos so gêneros?me ajude por favor!
marcossilva.amizadefm@gmail.com
Bjs!

Postar um comentário